p

Notícias da CMFI / veja na íntegra
 
15/07/2014 - 14:51
FRACKING
Câmara aprova proibição de exploração de gás de Xisto, através do método Fracking, em Foz
A medida, aprovada nesta terça (15), tenta coibir contaminação do Aquífero Guarani
Diretoria de Comunicação


Diante de várias discussões a respeito da exploração de xisto, pelo método de fraturamento hidráulico no Oeste Paranaense. E, da decisão judicial que suspendeu uma rodada do leilão realizado pela Agência Nacional de Petróleo – ANP, para conceder o direito de exploração a empresa que vencesse o certame (Licitação suspensa pela justiça), a Câmara Municipal de Foz do Iguaçu se posiciona contrariamente à técnica com a aprovação em 1ª em 2ª discussões do Projeto de Lei n° 57/2014, de autoria do Vereador Paulo Rocha (PSB), com a assinatura dos parlamentares: Zé Carlos (PROS), Anice (PT), Fernando Duso (PT), Rudinei de Moura (PROS) e Nilton Bobato (PC do B).
“Assinaram um tratado para explorar gás de Xisto no Rio de Janeiro. O primeiro poço seria furado em Toledo (Oeste PR). Quando furaram poços nos Estados Unidos, a água foi toda poluída. Essa é uma situação preocupante, com esse projeto garantimos que não contaminem o Aquífero Guarani”, destacou Paulo Rocha (PSB).
A população de Toledo realizou um protesto que reuniu cerca de mil pessoas contra a exploração do gás na região. Já existem movimentos nas redes sociais e uma petição pública online com a finalidade de que não se libere a prática no Brasil. Agora, o Legislativo Iguaçuense dá um passo à frente na tentativa de preservar o solo e um dos maiores reservatórios subterrâneos de água doce do mundo, que abrange a região de Foz, o aquífero Guarani.
O Vereador Nilton Bobato (PC do B ) ratificou a postura do Legislativo perante a técnica. “É uma das coisas mais terríveis que pode acontecer com o aquífero Guarani. Em tese, esse processo significa o fraturamento hidráulico, vai quebrando a terra com produtos químicos, criando um canal e passando pelo Aquífero para dali tirar o gás de Xisto. Na região do Texas (EUA) onde já fizeram isso, eles oferecem uma fortuna para as pessoas do local abandonarem as terras. A exploração não dura mais de cinco anos e transforma aquele espaço em terra de ninguém. Há uns dois anos no Brasil um grupo dos Estados Unidos convenceu a ANP de que era possível fazer alguns experimentos com a técnica no Leste Maranhão, Oeste da Bahia e do Paraná, as três regiões que mais produzem soja no Brasil. Mas, temos que assegurar que quem manda no território de Foz é o Município”.

Extraordinárias

Foi lido em extrapauta o parecer favorável das comissões ao projeto de lei n° 64/2014, que trata da autorização ao Foztrans para contratar serviços de pavimentação
asfáltica e obras complementares no perímetro urbano de Foz do Iguaçu, através do Programa de Usinagem e Pavimentação Comunitária. O PL volta em 1ª discussão na sessão extraordinária de quinta-feira (17).
 
 
Tags da Matéria:   Câmara Foz; Exploração de Gás Xisto;Fracking; Aquífero Guarani
 

 
 

CNPJ: 75.914.051/0001-28
Sede: Travessa Oscar Muxfeldt, Nº 81- Centro. CEP: 85851-490 - Foz do Iguaçu - PR
Anexo: Rua Quintino Bocaiúva, Nº 610 - Centro. CEP: 85851 - 130 - Foz do Iguaçu - PR
Site Oficial da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu
Responsabilidade: Diretoria de Comunicação

 
Horário de expediente – Segunda a sexta-feira, das 08h00 às 14h00
           
45 3521 - 8100   imprensacmfi@gmail.com