p

Notícias da CMFI / veja na íntegra
 
04/08/2017 - 13:01
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
Debate sobre Prodefi abre diálogo com empresários do Distrito Industrial
Alteração na lei vigente a fim de permitir ampliação de investimentos na região foi principal ponto de debate
COMUNICAÇÃO/CMFI


Oportunizar a discussão sobre o crescimento e desenvolvimento do município. Esse foi o eixo central do debate que transcorreu durante a audiência pública chamada para debater a Lei do Prodefi – Programa de desenvolvimento de Foz do Iguaçu. A audiência foi proposta e conduzida pelo Vereador Marcio Rosa (PSD).

Na oportunidade, os Vereadores e autoridades debateram uma alteração na lei, a qual virá do Poder Executivo, para discussão na Câmara. Como a legislação municipal vigente que cria o Prodefi, Lei 3.702/2010, prevê alguns incentivos para instalação de novos empreendimentos e expansão dos que já existem, estando localizados ou não no distrito industrial, integrantes da ACIFI e CODEFOZ solicitaram que na alteração da lei, existam indicadores claros para concessão de benefícios.

Um dos destaques da audiência pública foi abrir o diálogo para os empresários do distrito industrial. Débora Piton, empresária do local, afirmou “é a primeira vez que a área industrial pode vir e debater nesta casa os problemas que enfrenta. Temos problemas sérios com a segurança, que lá é praticamente inexistente. Outras questões complicadas para a gente são: alvarás, regularização dos terrenos, são diversas dificuldades”.

Nilton Romancini, também empresário do distrito industrial, explanou “Não tem 90 dias que ali tem iluminação pública. Depois que começamos a construção foram quatro meses sem luz e água. As placas do distrito industrial quem colocou foram os empresários. Ali precisa ser valorizado para que as pessoas também queiram fazer as benfeitorias. Foz do Iguaçu precisa parar de ser incubadora de Santa Terezinha. Quando a empresa fica boa vai embora de Foz do Iguaçu? Gostaria de pedir apoio às autoridades que nos contemplem com uma lei atualizada de acordo com nossas necessidades”.

Os parlamentares: Jeferson Brayner (PRB), Celino Fertrin (PDT), Nanci R. Andreola (PDT), Dr.Brito (Pen) e Tenente-coronel Jahnke (Pode) marcaram presença na discussão. Jussier Leite, Secretário Municipal de Segurança Pública; Ana Biesek, Secretária Municipal de Meio Ambiente, Nilton Bobato, Vice-Prefeito; Osli Machado, Procurador do Município; Edinardo Aguiar, Diretor de Desenvolvimento Industrial, comercial e de serviços; Roberto Paulo Zielinski, representante da Sanepar, Rudinei Vargas, representante da ACIFI, Vilmar Andreola, Vice-presidente do Sindihotéis e Dimas Bragagnolo, representante do CODEFOZ.

O Vice-prefeito, Nilton Bobato, falou da minuta do projeto de lei que virá para o legislativo tratando das mudanças que serão feitas na legislação que criou o Prodefi. Uma das principais alterações é de conceito do Distrito industrial para Distrito empresarial. “Na mudança de conceito podemos colocar comércio atacadista, agroindústria, isso permite maior atração de indústrias. Precisamos ampliar esse tipo de investimento e de atração. O fundamental é que o projeto não altera o incentivo. A lei não mexe em ninguém que já investiu e já trabalhou. Vamos apresentar à Câmara Técnica, para o pessoal da ACIFI, empresários. Só queremos que o projeto tramite o mais rápido possível, porque já tem alguns investidores que tem interesse investir no município”. Bobato ressaltou, ainda, que a mudança na lei não prevê alteração no ramo de atividade da empresa.

“Foz não pode mais ser considerada fim de linha e sim o começo dela, onde servimos atualmente de local de passagem por falta de indústrias. Temos polos de Pato Branco, Santa Terezinha. Temos de tornar Foz do Iguaçu atraente. Precisamos buscar alternativas, precisamos pensar em uma forma de construir a estrada da Felipe Wandscheer para que seja uma alternativa até Serranópolis. Vamos cobrar não só do município, mas ações do governo do estado, a própria ação de aumento do ICMS cancelou voos para nossa cidade. Devemos trabalhar para construir plano de desenvolvimento de Foz do Iguaçu”, finalizou o proponente da audiência, Vereador Marcio Rosa (PSD).
 
 
Tags da Matéria:   Câmara Foz; Vereadores; Desenvolvimento; Crescimento econômico; Distrito industrial
 

 
 

CNPJ: 75.914.051/0001-28
Sede: Travessa Oscar Muxfeldt, Nº 81- Centro. CEP: 85851-490 - Foz do Iguaçu - PR
Anexo: Rua Quintino Bocaiúva, Nº 610 - Centro. CEP: 85851 - 130 - Foz do Iguaçu - PR
Site Oficial da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu
Responsabilidade: Diretoria de Comunicação

 
Horário de expediente – Segunda a sexta-feira, das 08h00 às 14h00
           
45 3521 - 8100   imprensacmfi@gmail.com